Sharam Diniz defende: “Tenho o dever de abrir os olhos às outras mulheres”

Foto: João Lima

Aos 30 anos, Sharam Diniz não pede desculpa por ter uma opinião e por dar voz a quem é, sem temor de melindrar suscetibilidades. Manequim, atriz e apaixonada pela informação, a luso-angolana tem falado do que muitos calam, seja a violência no namoro, verdade que viveu pouco depois da juvenilidade, as pressões que existem no mundo da voga e que arruínam a autoestima de quem acredita que não é formosa ou magra o suficiente, e, mais recentemente, o assumir que usa cannabis, desmistificando preconceitos associados a esse consumo.
Numa conversa sem tabus, Sharam mostrou-se orgulhosa da mulher que é, não se demitindo do papel que pode ter para mudar mentalidades. O caminho será sempre feito de verdade e afetos, com paragem obrigatória onde os sonhos a levarem.

Link da fonte