Após três anos de espera, princesa Mako do Japão vai casar-se com Kei Komuro

Kei Komuro e Mako do Japão

Numa profundeza em que já se passaram quatro anos desde que a família imperial do Japão anunciou o noivado da princesa Mako com Kei Komuro, o parelha tem agora motivos para sorrir. A filha mais velha dos príncipes Akishino e Kiko, de 29 anos, e Kei Komuro, da mesma idade, vão poder expor o ‘sim’ brevemente. O enlace estava inicialmente previsto para novembro de 2018, mas tem sido diferido, por diversos motivos.

Primeiro foi dito que os dois não tinham ainda maturidade suficiente para dar levante passo, depois que a família do nubente passava por graves problemas financeiros e, mais recentemente, a pandemia obrigou a que o conúbio não se realizasse em 2020, não tendo sido, naquela profundeza, anunciada uma novidade data. Perante tantos problemas, a prelo internacional levantou a hipótese de que talvez o conúbio pudesse nunca vir a suceder.

Perante as especulações, a Vivenda Real informou que os planos para o enlace seguiam firmes, ainda que não tivesse sido anunciada novidade data para conúbio. “É difícil anunciar algo específico neste momento, mas conversaremos com as nossas famílias para continuar com os planos do casamento”, informou a sobrinha do imperador Naruhito, citada pelo The Japan Times, em 2020.

Agora parece que a espera acabou e que o conúbio vai mesmo suceder, ainda antes do final de 2021. A notícia foi avançada pela mesma publicação japonesa, que cita manadeira do Governo nipónico. 

Após o enlace – cuja data concreta não foi ainda revelada – vários aspetos vão mudar na vida da princesa. Tudo indica que, um pouco à semelhança do que aconteceu com os duques de Sussex, Mako se irá mudar com o horizonte marido para os Estados Unidos, um tanto que deverá suceder nos próximos meses, ainda que o façam por motivos diferentes.

De tratado com a prelo japonesa, Kei Komuro terminou recentemente a licenciatura em Recta na Universidade de Fordham, em Novidade Iorque, e ter-se-á submetido a um revista que lhe poderá permitir estrear a trabalhar num escritório de advogados nos EUA.

Recorde-se que, ao casar-se com Kei Komuro, Mako vai perder o regimento de princesa e deixará de poder simbolizar a família imperial em atos oficiais, tornando-se plebeia. 

Pode também gostar de ler…

Link da fonte