Eis a grande diferença entre fazer amor e fazer sexo

A coach de sexo e relacionamentos Myisha Battle explica à plataforma de bem-estar mindbodygreen que ‘fazer amor’ é outra forma de expressar ‘fazer sexo’, embora, normalmente, esteja implícito que o primeiro termo faz referência a um tipo de sexo que é mais íntimo, romântico ou até mesmo místico. “Em contraste, ‘fazer sexo’ é [visto como] mais utilitário ou menos conectado emocionalmente”.

Hoje em dia, continua técnico, a sentença ‘fazer amor’ costuma ser usada entre comunidades mais religiosas, espirituais ou tradicionais, ou pode ser uma maneira de falar sobre sexo sem expressar a termo ‘sexo’, que algumas pessoas consideram muito vulgar. Por outro lado, também há quem evite usá-la conscientemente, porque esta pode gerar uma jerarquia moral em torno da sexualidade, sugerindo que o sexo é mais valioso quando o amor romântico está envolvido o que não é verdade para todos.

A diferença entre ‘fazer amor’ e ‘fazer sexo’ é subjetiva, pois ambos podem envolver exatamente os mesmos atos, sensações, comportamentos e conexões sexuais. O grande fator diferencial está na intenção por detrás das relações íntimas: fazer amor é usar o sexo para expressar sentimentos de amor romântico.



Link da fonte