5 dicas para manter a saúde oral dos mais pequenos no regresso às aulas

O regresso às aulas aproxima-se e é sempre complicado voltar às rotinas depois de um período de férias. Todavia, existem hábitos que são importantes substanciar e não deixar que se percam na azáfama do início do ano letivo.

Enquanto adultos, muitos dos nossos hábitos de higiene oral foram desenvolvidos quando éramos pequenos. Neste sentido, é importante que os pais incentivem os filhos a ter boas práticas e a preocuparem-se com a saúde da sua boca e dentes, mesmo em alturas em que possa ser mais difícil devido à falta de tempo. Nunca esquecendo, além da higiene diária, as idas regulares ao Médico Dentista/Odontopediatra.

Neste sentido, partilho cinco dicas para ajudar a manter a saúde oral dos mais pequenos:

  1. Fazer lanches equilibrados: os lanches que vão de lar para a escola podem ser um bom primícias para evitar uma alimento com excesso de açúcar, o principal responsável pelas cáries. Escolher vitualhas mais duros e/ou ricos em fibrilha (uma vez que maçã ou amêndoas ao procedente) é sempre uma boa opção, pois fornecem nutrientes indispensáveis ao organização e ajudam a manter os dentes e gengivas limpos.  

  2. Ingerir chuva: outro elemento forçoso na lancheira diária deve ser a chuva. A chuva é muito importante para a saúde de todo o corpo e a saúde oral não é exceção: a chuva contribui para a produção de seiva, ajuda a remover sobras de vitualhas e a higienizar os dentes e gengivas. Se provável, procurar águas com pH básicos, pois muitas vezes ajudam a reduzir o pH ácido da seiva e contribuem para prevenir o surgimento de cáries.

  3.  Substanciar os bons hábitos de higiene oral: mesmo com menos tempo livre, durante a semana é necessário procurar manter uma rotina com pelo menos dois momentos de escovagem: ao deitar e convencionar. Ao término de semana, quando se tem mais tempo, também é importante fazê-lo depois o almoço. A escovagem ao deitar deve ser privilegiada, uma vez que os vitualhas que se vão acumulando ao longo do dia e a menor produção de seiva que ocorre durante a noite, levam ao maior desenvolvimento de bactérias. Além da escova, é importante não olvidar a utilização do fio dentário para remover os resíduos mais difíceis.

  4. Dar o exemplo: As crianças têm tendência para seguir ou imitar aquilo que os adultos fazem. Uma vez que tal, é sempre positivo que os pais tenham uma boa rotina de higiene e vão frequentemente ao dentista para motivar e substanciar esses bons hábitos nos mais pequenos. 

  5. Visitar o Odontopediatra regularmente: depois das férias e de alguns excessos, é importante fazer um check-up para verificar uma vez que está a saúde oral dos mais pequenos. Ou por outra, visitas regulares ao Odontopediatra são indispensáveis para prevenir problemas dentários, muito uma vez que para inaugurar a produzir o hábito indispensável de ir às consultas.

Link da fonte