Dia da Terra: quantos somos no planeta?

Todos os dias nascem pessoas e, evidente, morrem outras. mas quando se fazem as contas, é fácil de ver que ao longo dos tempos há cada vez mais e mais humanos a habitar o Planeta.

Ora vê lá isto: em 1800, há pouco mais de dois séculos, éramos milénio milhões. Há 50 anos, na dezena de 1960, chegámos aos 3,5 milénio milhões. Hoje, ultrapassámos os 7,5 milénio milhões!

Os investigadores apontam para que, em meados do século XXI, lá para 2050, tu e os teus filhos vivam num planeta habitado por, no mínimo, 9 milénio milhões de pessoas.

Para já, cá em Portugal, somos poucos mais de 10 milhões. Para teres uma teoria, o país com mais habitantes é a China, com 1,4 milénio milhões! Mas não admira, já que a China é um país com uma superfície tão grande que cabiam lá 104 países do tamanho de Portugal.

Os países mais habitados do planeta são, portanto, a China, com 1,4 milénio milhões de habitantes e a Índia, com 1,3 milhões, ou seja, só nestes dois países vive 37% da população mundial!

Megacidades do mundo
Estás sentado? Vamos portanto dizer-te quantas pessoas vivem em algumas das maiores cidades do Planeta (dados de 2021).

Tóquio, Japão

1.º Tóquio (Japão): 37 435 191 habitantes
2.º Deli (Índia): 29 399 141 habitantes
3.º Xangai (China): 26 317 104 habitantes
4.º São Paulo (Brasil): 21 846 507 habitantes
5.º Cidade do México (México): 21 671 908 habitantes

O que é a biodiversidade?

Mas se é verdade que há muitas pessoas no planeta, não podemos esquecer-nos dos outros «habitantes». Falamos de animais e vegetais. Alguns deles conhecemos muito, outros ainda são um mistério. Uma coisa é certa: são muitos, apesar de, devido às alterações climáticas e à poluição, muitas espécies estarem em transe de extinção, com os seus habitats a serem destruídos a grande velocidade.

E isto é perigoso para o Planeta, já que é a biodiversidade, ou seja, a variedade de seres vivos (animais e vegetais) que existem numa região, que se vai mantendo o Planeta saudável. Se várias espécies forem desaparecendo, esse estabilidade vai-se perdendo.

Os animais em números

No reino bicho, os recordistas são, sem incerteza os insetos. Conhecem-se tapume de 30 milhões de espécies de insetos e, pelas contas dos investigadores do Museu de História Procedente de Londres, devem viver 1 milhão de milhão de milhões de insetos vivos! Evidente que levante número extenso (1 000 000 000 000 000 000) é exclusivamente uma estimativa, não é verosímil saber ao evidente.

Na chuva, os peixes também contribuem muito para a biodiversidade. Já que há 32 milénio espécies conhecidas.
No ar, voam tapume de 10 milénio espécies de pássaros.
Na classe dos anfíbios, os investigadores apontam para mais de 6000 espécies.
Os mamíferos também entram nas estatísticas: são 5400 as espécies estudadas, da maior, a baleia-azul, que pode chegar aos 200 milénio quilos, ao mais pequeno, o morcego-nariz-de-porco, que pesa tapume de 2 gramas. Infelizmente, 1/5 dessas espécies estão em risco de extinção ou são espécies ameaçadas.

Quanto à flora, deixamos-te também dois números estonteantes. Estão classificadas 369 milénio espécies de vegetais que dão flor e estima-se que existam tapume de 73 300 espécies de árvores. Se tiveres curiosidade para desenredar algumas árvores únicas do Planeta, podes visitar esta página, onde encontrarás 10 exemplares muito especiais.

Link da fonte